Links de Acesso

São Tomé e Príncipe: Governo quer legalizar o uso da cannabis para fins medicinais


Imagem de arquivo

Autoridades dizem que podem obter 17 milhões de dólares em cinco anos

O Governo São-tomense quer legalizar o uso da cannabis para fins medicinais e está em negociação com investidores estrangeiros para o cultivo no país, apesar da advertência sobre os riscos.

O ministro da Agricultura, Francisco Ramos, garante que os benefícios económicos superam os riscos.

São Tomé e Príncipe: Governo quer legalizar o uso da cannabis para fins medicinais
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:25 0:00

“A medida vai gerar cerca de 400 postos de emprego e no quinto ano da produção teremos uma receita de 17 milhões de euros”, afirmou Ramos, assegurando que as autoridades tomarão medidas para ter o total controlo da produção destinada a obtenção de óleo para fins medicinais.

Perante a perspectiva, o Instituto Nacional da Droga e Toxicodependência avisa que a cannabis é a droga mais consumida no arquipélago e alerta para as consequências da decisão.

Nilza Carvalho teme o aumento do consumo da cannabis com "graves consequências sociais" para o país.

“O problema é que como temos um solo fértil, e cada um vai começar a produzir no seu quintal, e o consumo vai aumentar ainda mais”, alertou Carvalho.

A Psicóloga Dignalda Ceita também manifestou preocupação face ao número de jovens que já consomem cannabis em São Tomé e Príncipe, e afirma que o mais preocupante ainda é o facto de o país não possuir um centro de reabilitação para toxicodependentes.

“Muitos acabam na psiquiatria sem hipóteses de recuperação” disse a Dignalda de Ceita.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG