Links de Acesso

"Revús" anunciam manifestações para pedir libertação de José Julino Kalupeteca


Kalupeteca, líder da seita A Luz do Mundo, foi condenado a 28 anos de prisão

O auto-denominado Movimento Jovens Revolucionários, vulgarmente conhecido por Revús, vai realizar, durante o mês de Outubro, manifestações em Angola para exigir a libertação incondicional de José Julino Kalupeteka, líder da seita A Luz do Mundo, condenado a 28 anos de prisão pelas mortes ocorridas no Monte Sumi, no Huambo em 2015.

A carta a informar a realização da manifestação em Luanda no dia 28 de Outubro já deu entrada no Governo provincial de Luanda, de acordo com os organizações que garantem que a marcha será irreversível e em todo o país.

"Desde que foi preso e os advogados interpuseram recurso, ninguém diz nada e nós queremos fazer esta manifestaçao para exigir que libertem José Julino Kalupeteka", revela à VOA Claudia Gomes, porta-voz dos Revús.

Outro elemento do grupo, Emiliano Katumbela, garante que frente ao “silêncio do Tribunal Supremo”, “vamos sair à rua em várias provincias em simultâneo, Luanda, Benguela, Huambo, Malanje, Uige e Cabinda, que já estão confirmadas”.

Katumbela alerta ainda que “vamos encarar este processo até ao fim, ou vamos todos presos com Kalupeteka ou ele sai em liberdade".

José Julino Kalupeteka foi considerado culpado da morte de nove elementos da polícia durante confrontos entre agentes e seus apoiantes no Monte Sumi, no Huambo, em 2015, e dos quais resultaram um número de centenas de pessoas, de acordo com vários activistas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG