Links de Acesso

Responsabilização pela corrupção continua a causar debate


Angola Ministro de estado Manuel Nunes Junior

Ministro diz que MPLA não é corrupto, mas analista afirma que todos os corruptos surgiram graças ao partido

O ministro de estado angolano para a coordenação económica, Manuel Nunes Júnior,reafirmou a posição de que o MPLA enquanto partido político não é corrupto mas admitu que membros com uma conduta corrupta colocam em causa o nome da organização.

Luta contra a corrupção não tem precedents em Angola, diz ministro - 1:38
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:38 0:00


Falando no Cubal em Benguela o minsitro disse que a luta cinra a corrupção levada a cabo pelo MPLA não tem precedente na história do país

‘’Anda agora foi referido pelo Presidente, quando diz que não há partidos corruptos, há, sim, algumas pessoas com conduta inapropriada. Portanto, não estão bem no partido’’, disse o ministro.

‘’O processo em curso é histórico, nunca se viveu, o MPLA reconhece que há um mal, deve ser combatido para não colocar em causa o partido”, acrescentou Nunes Júnior para avisando que as pessoas devem assumir as consequências, independentemente de quem seja’’.

Ta; como as declarações do presidente em não aceitar o MPLA como corrupto mas sim certos individuos, a declaração do ministro provocou alguma reacção

O analista político José Cabral Sande disse que todos os individuos “que o Presidente quis particularizar chegaram ao topo única e exclusivamente sob chancela do MPLA”.

“Alías, no nosso país o que conta é teres militância, padrinho na cozinha, e esta cozinha é o MPLA’’,disse.

Para Sande,’’isto está a todos os níveis, quer a nível de consumo, quer a nível de controlo, por isso é impossível dissociar o MPLA da corrupção’’.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG