Links de Acesso

Refugiados da RDC em Angola com medidas de prevenção contra o covid-19


Crianças refugiadas da República Democrática do Congo, no campo de refugiados do Lóvua, Lunda Norte. Foto de arquivo

O governo angolano estabeleceu um plano de contigência paa lidar com possíveis futuros casos do coronav’irus no campo de refugiados do Lovua, na Lunda Norte.

Actualmente vivem nesse campo cerca de 6.000 refugiados da República Democrática do Congo cujo repatriamento foi suspendo devido ao estado de emergência que cenrrou as fronteiras de Angola.

No local está preparado um centro de triagem e uma sala de isolamento e também novos pontos de água.

Os baldes com água e sabão estão instalados em áreas chaves para permitir que todos tenham maior acesso a água potável e aos pontos de lavagem das mãos.

Uma fonte médica no local disse que foi também preparada uma sla de isolemento para o caso de se registar um caso suspeito do covid-19.

O centro conta actualmetne com nove médicos e 10 “técnicos de enfermagem” do Lôvua

No camo um grupo de refugiados foi treinado para realizar uma campnha rádio-m”ovel de prevencão do Covid-19.

Para constatar as condições, a comissão provincial de resposta a Covid-19 coordenada pelo governador Ernesto Muangala, esteve no centro do Lôvua onde visitou o centro de triagem e área de quarentena

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG