Links de Acesso

PRS garante que nenhum partido conseguiu 40 deputados nas eleições guineenses


Victor Pereira, porta-voz do PRS, refuta maioria do PAIGC

O Partido da Renovação Social (PRS) acusou o porta-voz do PAIGC, João Bernardo Vieira, de divulgar informações “falsas” que “visam semear a confusão” ao anunciar na segunda-feira, 11, a vitória com maioria folgada nas eleições de domingo na Guiné-Bissau.

“Ficou claro que o povo da Guiné-Bissau não atribuiu a nenhum partido a confiança de governar sozinho”, assegurou em conferência de imprensa nesta terça-feira, 12, Victor Pereira, porta-voz do PRS, reiterando que “o futuro do nosso país terá de ser decidido no novo quadro parlamentar”.

Pereira reiterou que “nenhuma formação política se pode arrogar a competência de declarar os resultados destas eleições, caso contrário será da sua inteira responsabilidade quaisquer declarações proferidas que possam pôr em causa o processo”.

Para aquele responsável nenhum dos 21 partidos atingiu 40 deputados, o que coloca em causa as declarações do porta-voz do PAIGC que assegurou ter o partido da Independência conseguido uma votação que lhe permite governar a Guiné-Bissau com estabilidade.

Pereira considerou "pouco sensato" pronunciar-se sobre os resultados eleitorais enquanto a Comissão Nacional de Eleições continua a contar os votos e exortou os partidos a que se abstenham de declarar os resultados eleitorais.

A Comissão Nacional das Eleições deve anunciar os resultados provisórios das eleições de domingo o mais tardar até amanhã, 13.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG