Links de Acesso

Projecções da Sala da Paz dão vitória de 72 por cento a Filipe Nyusi


Presidente cessante consegue reeleição de acordo com editais

A Sala da Paz, fórum que reúne dezenas de organizações da sociedade civil de Moçambique, revelou nesta quarta-feira, 16, uma projecção dos resultados das eleições de ontem que aponta para uma vitória do candidato da Frelimo e actual Presidente, Filipe Nyusi, com 72 por cento dos votos.

Com base na leitura dos editais feita pelos seus observadores, a mesma fonte indica que o candidato da Renamo, Ossufo Momade, terá 21 por cento, enquanto Daviz Simango, do MDM, deve conseguir 5,8 por cento dos votos.

"Os dados da Sala da Paz, apesar de preliminares, baseados na leitura dos editais indicam para uma vitória para o candidato Filipe Jacinto Nyusi com 72%, seguido Ossufo Momamde com 21%, Davis Simango com 5,8%. Estes dados irão variar à medida que forem sendo lançados editais na plataforma. Estes dados vão também de acordo com as projecções que estão a ser partilhadas pela comunicação social", disse Felicidade Chirindza.

Não há resultados sobre o candidato do Amusi, Mário Albino.

Por outro lado, Sanchez Amor, Chefe da Missão dos Observadores Eleitorais da União Europeia, fez uma avaliação positiva do processo de votação.

"Quero sublinhar o facto do voto que foi ontem e outra coisa que é o processo eleitoral que é mais completo, mas felizmente o dia das eleições ocorreu ode um modo tranquilo, Pacífico, ordeiro é verdade que havia muitas filas, os eleitores perdiam um pouco a paciência, mas isso é bom porque demonstra o desejo do povo moçambicano de participar nas eleições", disse Amor para depois acrescentar que "agora estamos numa fase inicial do apuramento dos dados e só quando houver mais informação é que poderemos ter uma opinião sobre esta segunda fase e a que vai seguir que tem que ver com os possíveis recursos judiciais".

Entretanto, as projecções que têm vindo a ser divulgadas por várias missões de observação como Sala da Paz, apontam para um nível de abstenção que poderá situar-se em 50 por cento.

Processo eleitoral registou "incidências graves"

Por outro lado, a Plataforma de Transparência Eleitoral, uma iniciativa do Instituto para Promoção da Democracia Sustentável em África (EISA), revelou ter havido ocorrências que considerou "graves", um pouco por todo o país, nas eleições de ontem.

"Registaámos casos de intimidação de observadores, com principal incidência no momento da contagem e apuramento, em todo país", informou Dom Carlos Matsinhe, ao apresentar o relatório nesta quarta-feira, 16.

"Em Nampula, Mutava Rex, muitos apresentaram-se embriagados", enquanto "em Mocímboa da Praia, Cabo Delgado, um delegado da Renamo foi espancado pela polícia",

Em Angoche, um delegado da Renamo suspeitou que uma mulher tinha em seu poder boletins de voto da Frelimo e, então incomodada, a mulher chamou os seus filhos para espancar o delegado, de acordo com a plataforma que citou ter havido intervenção da polícia no caso.

Entre outras irregularidades, a organização citou "eleitores com boletins de votos preenchidos pelo partido Frelimo, eleitores que foram vistos a votar em mais de uma mesa e enchimento de urnas, em diversos pontos do país".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG