Links de Acesso

Procuradoria de Nova Iorque processa Fundação Trump e pede seu encerramento


Trump Tower

Acusação é de conduta ilegal presistente

A Procuradoria da República do Estado de Nova Iorque entrou nesta quinta-feira, 14, com um processo contra a Fundação Trump e os seus directores, que são o Presidente americano Donald Trump e os seus três filhos, Donald J. Trump, Jr., Ivanka Trump e Eric Trump.

A procuradora Barbara Underwood acusa a fundação de "conduta ilegal persistente", como uma "coordenação política ilegal com a campanha presidencial" de Trump.

O processo judicial garante que Trump usava os activos da fundação para pagar os seus advogados, promover os seus hotéis e negócios e comprar artigos pessoais.

A fundação também é acusado de ter feito uma "extensa coordenação política ilegal" com a campanha presidencial de Trump.

O texto acusa a Fundação Donald J. Trump "de persistente e extensa coordenação política com a campanha presidencial, de repetidas e intencionais transacções entre empresas do mesmo grupo em benefício dos interesses pessoais e empresariais de Trump e de violações das obrigações legais básicas para fundações sem fins lucrativos".

A procuradora pedea restituição de 2,8 milhões de dólares o encerramento da fundação e que Trump seja impedido por 10 anos, de integra a direcção de qualquer outra instituição beneficente de Nova Iorque.

Trump responde

Minutos depois da notícia ter sido divuglada pela imprensa, o Presidente americano respondeu classificando o processo judicial de "ridículo".

"Os sórdidos democratas de Nova Iorque [...] fazem tudo o que podem para me processar por uma fundação que [...] deu a organizações de solidariedade mais do que recebeu", escreveu Trump no Twitter, adiantando que "não vou fazer um acordo neste processo".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG