Links de Acesso

Procuradores dizem que nome de Trump está envolvido em pagamentos ilegais


Donald Trump

Magistrados defendem prisão para Paul Manafort e Michael Cohen, ex-colaboradores do Presidente

Procuradores americanos disseram no final do dia de sexta-feira, 7, que o Presidente Donald Trump orientou o seu advogado pessoal a fazer pagamentos ilegais (subornos) a duas mulheres, na altura da campanha eleitoral de 2016.

Os magistrados detalharam também uma tentativa (não mencionada anteriormente) de um indivíduo russo em ajudar a campanha de Trump.

Paul Manafort (dir) ex director de campanha de Trump, Michael Cohen (dir) ex advogado pessoal de Donald Trump
Paul Manafort (dir) ex director de campanha de Trump, Michael Cohen (dir) ex advogado pessoal de Donald Trump

Em documentos enviados ao tribunal, os promotores em Nova Iorque, bem como a equipa de investigação do Procurador Especial Robert Mueller, defenderam que o antigo advogado pessoal de Trump, Michael Cohen e o seu ex-director de campanha, Paul Manafort, merecem cumprir pena de prisão.

Os documentos aumentaram a tensão e atenção sobre o Presidente Trump, ao confirmarem que os promotores acreditam que Trump está envolvido na violação da lei sobre o financiamento de campanha. Além de destacar o aumento da lista de contactos entre os funcionários de campanha de Trump e indivíduos russos em 2015 e 2016.

O Presidente Donald Trump escreveu no Twitter: "Depois de dois anos e milhões de páginas de documentos (e um custo de mais de 30 milhões de dólares) NÃO HÁ CONLUIO!"

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG