Links de Acesso

Procurador- Geral dos EUA poderá apresentar hoje o resumo da investigação sobre a interferência russa nas eleições de 2016


William Barr

O procurador-geral dos EUA, William Barr, poderá divulgar, neste domingo, 24,o seu primeiro sumário do relatório confidencial do advogado especial Robert Mueller sobre a interferência da Rússia na eleição presidencial de 2016, e se Donald Trump, depois de assumir o poder, tentou obstruir a investigação.

Barr e seus assessores passaram horas no sábado, 23, a apreciar o relatório que Mueller lhes entregou, na sexta-feira, após a sua investigação de 22 meses.

Assessores de Barr dizem que ele espera entregar aos principais legisladores um resumo inicial depois de mais leitura no domingo e que também pode divulgar publicamente o mesmo resumo.

Legisladores-chave, Democratas da oposição e alguns dos aliados Republicanos de Trump pediram a divulgação do relatório completo, mas não está claro se Barr o fará.

O presidente Trump disse, na semana passada, que não se opôs à divulgação completa ao público, mas também disse que cabe a Barr, a quem ele nomeou, decidir quanto dele será divulgado.

Assessores da Casa Branca dizem que Trump não foi informado sobre o resultado da investigação de Mueller, que afectou quase toda a sua presidência de 26 meses.

Por várias vezes, Trump ridicularizou a investigação de Mueller como injustificada e uma "caça às bruxas", e rejeitou as acusações de que ele conspirou com a Rússia ou que tentou impedir a investigação.

Trump, que está a passar o fim-de-semana em Mar-a-Lago, na Flórida, a jogar golfe,estranhamente não comentou no Twitter sobre Mueller. Neste domingo, ele twittou: "Bom dia, tenha um óptimo dia!"

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG