Links de Acesso

Presidente moçambicano "segura" governador do banco central


Filipe Nyusi

Filipe Nyusi diz que apagão não foi culpa do Banco de Moçambique

O Presidente moçambicano reitera a confiança no Conselho de Admnistração do banco central depois de apagão nos ATM´s devido à falta de pagamento à empresa que fornece o programa informático à rede Simo, da qual o Banco de Moçambique é accionista.

“Não se perdeu confiança com a direcção do Banco de Moçambique” disse Filipe Nyusi, citado nesta segunda-feira, 26, pelo jornal O País.

Nyusi garantiu ainda total apoio à administração presidida por Rogério Zandamela, depois de um grupo de organizações da sociedade civil er pedido a sua demissão na quinta-feira, 22,

“Vamos continuar a colaborar, a incentivar o nosso regulador que é o banco central a continuar a trabalhar naturalmente e dando possibilidade para que a economia flua normalmente e sem nenhum transtorno” sublinhou o Presidente que explicou, na sua óptica, o apagão.

“Nós temos que ter o hábito de que algumas coisas quando fazemos de uma maneira, quando chega o momento de fazermos de outra maneira não devemos ter tendências de resistir e temos que ter frieza para que quando há um problema assumirmos esse problema para podermos resolver e não ficar em pânico ou procurar esta ou aquela explicação. O banco está a fazer a sua parte, regular as coisas, cabe a nós fazermos a nossa parte” disse Nyusi.

Para o Presidente, o “apagão não foi resultado do mau funcionamento da direcção do banco, foi porque o sistema existia de uma forma e tinha que passar a ser de uma outra forma, o que estamos a fazer é encontrar, junto com o banco, soluções imediatas como já foi, mas também definitivas”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG