Links de Acesso

Presidente moçambicano diz que insurgentes usam Islão para enganar os menos atentos


Presidente Filipe Nyusi na tomada de posse do seu segundo mandato, a 15 de janeiro 2020

O Presidente moçambicano, Filipe Jacinto Nyusi, levou todos os seus ministros para uma sessão do governo em Pemba, província de Cabo Delgado, a mais afectada por insurgentes armados ligados ao Estado Islâmico.

Nyusi juntou na mesma sala durante dois dias, ministros, membros do governo provincial, administradores de 17 distritos e líderes comunitários influentes de Cabo Delgado que vivem o drama dos ataques armados para todos ouvirem relatos da situação da insegurança.

Filipe Nyusi em Pemba diz que insurgentes usam Islão para enganar os menos atentos
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:17 0:00


O impacto na educação é muito dramático, segundo os dados apresentados pela Ministra da Educação e Desenvolvimento Humano, Carmelita Namashulua.

Os autores dos ataques não têm rosto, havendo indicação de estarem ligados a extremistas islâmicos com ramificações de suporte na região dos grandes Lagos, segundo relatório das Nações Unidas sobre terrorismo.

Para o Presidente Filipe Nyusi, os insurgentes cobardes e usam indumentária e símbolos do Islão para enganar os menos atentos, porque o Islão é uma religião de paz.

Escolas encerradas devido ataques armados no centro de Moçambique
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:41 0:00




A segurança das populações violentadas por homens armados dominou a quarta sessão do conselho de ministros alargada aos membros do governo provincial, administradores distritais e líderes comunitários influentes em Cabo Delgado. As forças de defesa e segurança fazem o que podem para a protecção das populações, mas muitas aldeias foram destruídas pelos insurgentes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG