Links de Acesso

Presidente do Tribunal Supremo de Angola critica decisão do Parlamento são-tomense


Rui Ferreira classificou de "clamorosa violação" de príncipios do Estado de Direito a reforma compulsiva dos juizes sao-tomenses

O presidente do Tribunal Supremo (TS) de Angola, Rui Ferreira, criticou na quinta-feira, 24, à noite o afastamento compulsivo dos juízes do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de São Tomé e Príncipe, a que classificou de uma "clamorosa violação" de princípios universais do Estado de Direito.

Rui Ferreira reagia assim à decisão do Parlamento são-tomense de afastar, de forma compulsiva, três juizes do órgão máximo da justiça são-tomense por terem mandado devolver a Cervejeira Rozema do empresário angolano e antigo deputado do MPLA, Mello Xavier.

"É imensurável a nossa surpresa e indignação por esta postura, que lembra os tempos passados de autoritarismo, arrogância e prepotência”, concluiu Rui Ferreira.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG