Links de Acesso

Presidente Biden apresenta "corajoso" e dispendioso plano de infraestruras e empregos


Presidente Joe Biden apresentando o seu plano de infraestruturas e empregos na Pensilvânia (31 Março 2021)

O presidente Joe Biden quer 2,3 triliões de dólares para infraestruturas e empregos e espera que as corporações do país paguem por isso. Em Pittsburgh, o presidente revelou o que seria uma transformação da economia dos EUA em escala tão grande quanto o New Deal ou os programas da Grande Sociedade que moldaram o século XX.

"Isso vai criar a economia inovadora mais forte, mais resistente e mais resistente do mundo", disse o presidente em um discurso na tarde de quarta-feira em Pittsburgh. "É grande, sim, é ousado, sim, e podemos fazer isso” afirmou.

Biden vê a infraestrutura como uma promessa fundamental para todo o país.

Os projectos de infraestrutura do presidente democrata seriam financiados por impostos corporativos mais altos - uma troca que poderia levar a uma resistência feroz da comunidade empresarial e frustrar as tentativas de trabalhar com legisladores republicanos.

“Isso vai criar a economia mais forte, mais resistente e inovadora do mundo”, previu Biden sobre seu Plano de Emprego na América, que enfatiza o emprego apoiado pelo sindicato.

O plano tem como objetivo colocar os Estados Unidos em uma posição de competir com a China, que Biden disse, junto com outros países, "estão comendo nosso almoço".

“Os nossos adversários estão preocupados com a construção dessa infraestrutura crítica”, disse ele, observando que o declínio no produto interno bruto da América significa que “o resto do mundo está se aproximando e se aproximando rapidamente”.

Biden espera aprovar um plano de infraestrutura até o verão, o que pode significar contar apenas com a magra maioria dos democratas na Câmara e no Senado.

A Casa Branca diz que a maior parte da proposta inclui financiamento para, entre outros, estradas, pontes, transporte público, estações de carregamento de veículos elétricos, alargar a internet de banda larga a todo o país, mlhorar a rede elétrica, modernizar as escolas, reformar hospitais e treinar trabahadores e fortalecer o sector da manufactura dos EUA.

A nova construção pode manter a economia em alta, vindo na esteira do pacote de alívio do coronavírus de Biden, o que segundo os Economistas pode elevar o crescimento acima de 6% este ano. A economia dos EUA encolheu 3,5% em 2020 por causa da pandemia do coronavírus, de acordo com dados do governo.

Separadamente, Biden vai propor nas próximas semanas uma série de investimentos nas chamadas infraestruturas leves em creches, créditos tributários familiares e outros programas domésticos, outra despesa a ser paga por aumentos de impostos sobre famílias e indivíduos ricos, de acordo com pessoas que conhecem a proposta.

(VOA e agências)

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG