Links de Acesso

Biden confirma envio de mais 500 milhões de doses de vacina a países em desenvolvimento


Presidente americano, Joe Biden, participa na cimeira virutal sobre Covid-19, 22 de Setembro de 2021

No total, os Estados Unidos vão enviar mil milhões de vacinas a cerca de 100 países

O Presidente Joe Biden anunciou nesta quarta-feira, 22, a compra de mais 500 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 para serem entregues a países em desenvolvimento no próximo ano.

"Os governos podem fazer muito, mas não podemos fazer tudo sozinhos", disse o Presidente dos Estados Unidos na cimeira virtual sobre a pandemia, paralela à Assembleia Geral da ONU, que decorre em Nova Iorque, e na qual participaram líderes da Grã-Bretanha, Canadá, Indonésia, África do Sul e o director da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Os Estados Unidos já haviam comprometido com 500 milhões de doses, aumentando assim para mil milhões de dólares a oferta de Washington a países em desenvolvimento.

Biden abraçou a meta da OMS de vacinar pelo menos 70% da população mundial no próximo ano e aproveitou o anúncio para encorajar outros países mais ricos a intensificar os esforços para conter a infecção.

O director-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse em junho que atingir a meta exigiria 11 bilhões de doses.

No seu discurso na terça-feira na ONU, Joe Biden destacou as mais de 160 milhões de doses que os EUA já foram enviadas a mais de 100 países, um total superior às ofertas de todos os demais países do mundo.

No ano passado, mais de 5,9 mil milhões de doses foram administradas globalmente, representando cerca de 43% da população mundial.

No entanto, enormes disparidades na distribuição fazem com que muitos países de baixo rendimento lutem para vacinar os seus cidadãos mais vulneráveis.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG