Links de Acesso

Preço do milho que é base da alimentação dispara na Huíla


O preço do milho, a base da alimentação das famílias na região sul de Angola, nunca esteve tão caro como agora.

Preço do milho dispara na Huíla – 2:11
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:11 0:00


Com o quilograma de milho a custar 350 kwanzas o seu derivado a farinha de milho ou fuba com a qual se confecciona o pirão vulgarmente conhecido por funge, não fica a menos de 400 kwanzas.

O aumento do preço do milho numa zona conhecida produtora do cereal, preocupa vendedores e consumidores que não dissociam a situação da estiagem.

“ O problema é da chuva mesmo. Os camponeses não colheram muito milho e os que haviam guardado do ano passado quase todo milho já se consumiu já venderam e acabou e isso preocupa e assusta porque o preço está muito alterado”, disse uma vendedora.

“O milho este ano é incrível, não sei como as pessoas vão sobreviver”. “Os preços do milho e da fuba estão subindo cada vez mais e está a ser uma quebra para as pessoas. As pessoas não se sentem sossegadas”, disse um comprador

Incluir o funge na dieta diária está cada vez mais difícil, segundo uma comprador a identificada como Dona Conceição que refere que agora é preciso fazer contas ante o elevado custo de vida.

“ Está muito difícil as pessoas estão a optar por arroz porque há copinho de 200 kwanzas e restam 300 kwanzas para comprar couves, tomate para ter uma refeição em casa para as crianças, mas senão para comer mesmo funge está a ser difícil para muita gente. Este ano está duro”,disse

As autoridades agrícolas da província da Huíla admitem para a presente campanha, enormes quebras sobretudo na produção de cereais como o milho por causa da irregularidade das chuvas.

Para as precipitações que a região vai tendo nos últimos dias, o responsável do gabinete provincial da agricultura, José Tchissonde, espera que sejam aproveitadas para a aposta na plantação de tubérculos.

“ Podemos ainda aproveitar caso não haja mais paragem nas precipitações ainda mais o feijão embora com muito risco podemos trabalhar também na questão do milho de regadio”, disse

Nem o conhecido triângulo do milho que compreende os municípios de Caconda, Caluquembe e Chicomba se revelam à altura da demanda.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG