Links de Acesso

Populares criticam serviço de identificação civil no Huíla


Governo anuncia criação de mais postos em todo o país.

O acesso ao bilhete de identidade é para a maioria na província da Huíla um privilégio, tal é a dificuldade para se obter tão importante documento de cidadania nacional.

A VOA visitou o único posto de identificação civil e criminal localizado no centro da cidade do Lubango, onde a enchente e o jogo do empurra-empurra são visíveis.

please wait

No media source currently available

0:00 0:02:30 0:00
Faça o Download

Acordar de madrugada para marcar um lugar na fila sem que isso signifique garantia de obtenção do documento naquele dia ou ter um conhecido no interior dos serviços tornaram-se nas maneiras encontradas para se chegar ao almejado bilhete de identidade.

“Deviam colocar mais postos um sítio não facilitar nada, muita população só num sítio é difícil!” Já há duas semanas que estou atrás do bilhete o atendimento devia ser mais um pouco rápido dinâmico” “Desde que as pessoas entraram pela hora ainda não saíram e está ser muito difícil” Eu já vinha aqui na sexta-feira estava quase a entrar a senhora disse que não venha na segunda-feira e estou atrás do documento até hoje”.

Há quem se aproveite da situação para fomentar focos de corrupção como denunciaram alguns populares.

“Os guardas também estão a ser corruptos, eles pedem dinheiro para você passar para afrente", diz um popular.

A solução para o acesso fácil ao bilhete de identidade pode ter sido iniciada nesta quarta-feira com a inauguração de três novos postos de identificação civil e criminal nos municípios de Quilengues, Caluquembe e Lubango.

Na ocasião a secretária de Estado da Justiça e dos Direitos Humanos Maria Tormenta anunciou para o presente ano o lançamento de novos serviços em todo o país.

“Estamos a dar mais um passo em frente no sentido do cumprimento do nosso dever no sentido do cumprimento da missão para a qual fomos incumbidos. Há um programa de inaugurações para o ano de 2014,. que prevê a abertura de 40 lojas de registos para o ano de 2014 e 31 postos fixos de emissão de bilhetes de identidade”, garantiu.

Humpata deve ser o próximo município a beneficiar de um posto de identificação civil e criminal, sendo que, apenas três das actuais 14 circunscrições da província contam com os mesmos serviços.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG