Links de Acesso

Polícia impede marcha de antigos trabalhadores que aguardam indemnizações da Presidência angolana


Cerca de 1.800 trabalhadores esperam suas indemnizações há oito anos

A polícia angolana impediu nesta terça-feira, 10, uma marcha organizada por mais de 70 antigos trabalhadores da Brigada Especial de Limpeza (BEL) da Casa de Segurança da Presidência da República que reclamam o pagamento das suas indemnizações.

No total são cerca de 1800 trabalhadores que esperam pelo pagamento dos serviços realizados há cerca de oito anos, ainda no consulado de José Eduardo dos Santos.

O tribunal pronunciou-se há muito para que a Presidência da República procedesse ao pagamento das indemnizações.

“A nossa decisão era marchar em direção à Cidade Alta. A 25 de Junho comunicámos formalmente ao Governo de Luanda e ao Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, que não deram qualquer resposta”, disse aos jornalistas Manuel Sapilinha, um dos organizadores, aos jornalistas.

Ele acrescentou que em janeiro, o ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança da República disse publicamente que o dinheiro já existia.

“Ficámos à espera do mesmo e até agora estamos sem qualquer resposta”, acrescentou Sapilinha, lembrando a decisão judicial a seu favor.

Frente à presença da polícia, os trabalhadores suspenderem a marcha que, disseram, poderá ser retomada em breve para protestar contra a violação dos seus direitos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG