Links de Acesso

Política ambiental do Brasil criticada pela HRW


Human Rights Watch aponta retórica contra direitos humanos de Jair Bolsonaro

A organização não governamental Human Rights Watch (HRW) criticou a política ambiental do Governo brasileiro, com ameaças à floresta e a comunidades que vivem na Amazónia.

O aumento do desmatamento estaria relacionado a um afrouxamento por parte dos órgãos de fiscalização, bem como da polícia do Governo de Jair Bolsonaro que, segundo a organização, é claramente contra o ambiente e contra os direitos humanos.

Entre vários casos citados, a HWR escreve que de Janeiro a Setembro de 2019, o número de multas por desmatamento ilegal caiu 25 por cento em relação ao mesmo período de 2018.

A organização elenca também a morte de indígenas por quem chama de "ladrões de terras" e apontou o dedo à política do Governo.

Maria Laura Canineu, directora da HRW no Brasil, afirmou que " retórica do Presidente Bolsonaro juntamente com as ações e retórica do ministro do Meio Ambiente criaram um ambiente de permissividade na Região Amazônica, um ambiente em que essas máfias, essas redes criminosas agem com absoluta impunidade".

A organização de defesa dos direitos humanos cita ainda outras violações, como "perseguição aos meios de comunicação e a organizações não-governamentais e adopção pelo Oresidente Jair Bolsonaro de uma agenda contra os direitos humanos".

A Presidência da República não reagiu e o ministro do Ambiente prefere analisar primeiro o relatório da HRW.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG