Links de Acesso

PM guineense remodela Governo que passa ter quatro ministos de Estado


Nuno Gomes Nabiam, primeiro-ministro da Guiné-Bissau

PRS reforça seu peso político no Executivo, em detrimento do APU-PDGB, do primeiro-ministro Nuno Gomes Nabiam

O primeiro-ministro da Guine-Bissau remodelou o seu Executivo, que passa a ter agora 20 ministérios e 11 Secretarias de Estado.

A mudança no Executivo foi sancionada pelo Presidente Úmaro Sissoco Embaló que assinou os respectivos decretos no sábado, 24.

Deixam o Governo seis ministros e três secretários de Estado.

Nuno Gomes Nabiam passa a ter quatro ministros de Estado, Suzi Carla Barbosa, que tem a pasta dos Negócios Estrangeiros, Cooperação Internacional e das Comunidades, Orlando Mendes Viegas, tutela dos Recursos Naturais e Energia, Botche Candé, responsável do Interior e da Ordem Pública e Marciano Silva Barbeiro, ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

O primeiro-minsitro afastou Jibrilo Baldé, ministro da Educação, António Deuna, Saúde Pública, Celina Tavares, Administração Pública, Jorge Malú, Recursos Naturais e Energia, Artur Sanhá, comércio, Abel da Silva Gomes, Agricultura, Jorge Mandinga, Transportes, Dara Fonseca, secretária de Estado das Comunidades, Concó Turé, secretário de Estado da Comunicação Social, e Nhima Sissé, secretária de Estado de Turismo e Artesanato.

Fernando Mendonça, até agora ministro da Justiça vai ocupar a pasta da Comunicação Social enquanto Augusto Gomes, até agora secretário de Estado de Cooperação Internacional vai ser ministro dos Transportes)

São registadas as entradas de várias personalidades, nomeadamente Fernando Vaz, até aqui chefe do gabinete do Primeiro-ministro, que passa assumir a pasta do Turismo e Artesanato e porta-voz do Governo, Marciano Silva Barbeiro, dirigente do (MADEM-G15, que ocupa as funções do ministro da Agricultura, Orlando Mendes Viegas, um dos vice-presidente do PRS, passa a ser ministro dos Recursos Naturais e Energia, Iaia Djaló, líder do Partido para a Nova Democracia (PND) é agora ministro da Justiça e dos Direitos Humanos (onde esteve no Governo de Aristides Gomes), Augusto Gomes, ministro dos Transportes, Dionísio Cumbá, ocupa a pasta da Saúde Pública, Tcherno Djaló, dirigente do Partido da Renovação Social (PRS), é agora o ministro do Comércio, Cirilo Mamasaliu Djaló é o novo ministro da Educação, enquanto Tumane Baldé, também do PRS, é o novo titular da pasta da Administração Pública (pasta que havia ocupado no passado) e Salumé Santos, do MADEM-G15, é a nova secretária de Estado das Comunidades.

Por indicar está a titular da Secretaria de Estado da Cooperação Internacional.

No campo político-partidário, o PRS, a terceira força política no parlamento, ganha perso, enquanto o partido do primeiro-ministro Assembleia do Povo Unido-Partido Social-Democrata (APU-PDGB), perde força.

Todos os membros do Governo são dos quatro partidos que integram a coligação governamental

A posse do novo Executivo deve acontecer na segunda-feira.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG