Links de Acesso

PGR de Angola nega negociações com Isabel dos Santos


Isabel dos Santos, empresária angolana, fotografada em Londres a 9 de janeiro 2020

Após notícias que davam conta de negociações entre a empresária e filha do antigo Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, a Procuradoria-Geral da República (PGR) nega existirem quaisquer negociações com Isabel dos Santos.

A 1 de fevereiro vários meios de comunicação noticiaram que os advogados de Isabel dos Santos, constituída arguida em janeiro, iniciaram conversações com a PGR angolana na tentativa de chegar a um acordo para que a empresária pague o montante em dívida, tendo como contrapartida a suspensão do arresto dos seus bens em Angola.

Mas hoje, 2 de fevereiro, a PGR disse em comunicado enviado às redacções que "não há qualquer negociação em curso com a cidadã Isabel dos Santos ou seus representantes, referente aos processos (criminais ou cíveis) que contra ela decorrem".

No mesmo comunicado a PGR refere que em relação ao processo em curso, "não há qualquer posicionamento, manifestação ou acto da Procuradoria-Geral da República a respeito de qualquer iniciativa de negociação com a cidadã Isabel dos Santos."

Noutra alínea do comunicado, lê-se que a "Procuradoria-Geral da República, enquanto autoridade responsável pela Instrução Preparatória dos processos-crime e fiscal da legalidade, continua a exercer o seu papel nos processos em curso contra a cidadã."

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG