Links de Acesso

Partidos guineenses preparam Pacto de Estabilidade Política


Aristides Gomes viajou para Bruxelas

Aristides Gomes revela que projecto foi entregue aos partidos políticos com assento parlamentar

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Aristides Gomes, disse que os partidos representados no parlamento estão a construir um pacto que servirá de guia para a estabilidade política.

À partida para Bruxelas, Gomes revelou nesta quarta-feira, 6, que o Pacto de Estabilidade, que envolveu diferentes partidos políticos e representantes da sociedade civil, será um instrumento importante para a solução das sucessivas crises políticas na Guiné-Bissau.

Aristides Gomes adiantou que o documento já foi entregue às formações políticas representadas no parlamento.

“Este Pacto de Estabilidade irá servir de base para a governação futura do nosso país, depois das eleições”, acrescentou o primeiro-ministro, para quem “esta pacto condensa as principais ideias e equacionamento as principais questões que devem ser resolvidas para que o nosso país possa reencontrar a sua própria estabilidade política.

Aristides Gomes vai participar em Bruxelas na Reunião dos Ordenadores da África Ocidental, no quadro da cooperação multilateral com a União Europeia.

Até o próximo dia 12 de Junho, o chefe do Governo, além de um encontro, em Portugal com o seu homólogo, António Costa, onde deve fazer uma pequena escala, reúne-se com alguns altos responsáveis da União Europeia, com os quais, vai analisar e discutir programas e projectos no âmbito da cooperação entre Bissau e aquela organização comunitária.

Esta é a segunda deslocação de Aristides Gomes ao estrangeiro, depois de, na semana passada, ter viajado por alguns países da sub-região africana, com objetivo de os sensibilizar sobre a necessidade de apoiarem o processo eleitoral em perspectiva.

Na sede da União Europeia, o chefe do Governo vai procurar assegurar financiamentos para as eleições legislativas de 18 de Novembro.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG