Links de Acesso

Parlamento moçambicano aprova presença das forças estrangeiras para combater a insurreição


Assembleia da República, Moçambique

Apesar do consenso, os partidos da oposição reiteraram que Governo violou a Constituição ao não pedir a autorização do Parlamento

A Assembleia da República de Moçambique aprovou nesta terça-feira, 3, por consenso, a presença de militares estrangeiros no país para apoiar na luta contra os insurgentes que aterrorizam a província de Cabo Delgado, há cerca de três anos e meio.

Parlamento moçambicano aprova presença das forças estrangeiras para combater a insurreição
please wait

No media source currently available

0:00 0:04:55 0:00

Numa sessão extraordinária, a Comissão Permanente, órgão máximo de direcção parlamentar, analisou a proposta da Renamo, maior partido da oposição, que pretendia que se avaliasse a alegada violação da Constituição da República, por parte do Chefe de Estado, Filipe Nyusi, ao autorizar a entrada de forças estrangeiras sem ouvir os legisladores.

No geral, tanto a Renamo como o MDM consideram que houve violação da Constituição, no entanto, concordam que as forças estrangeiras são necessárias face à situação da instabilidade que os terroristas estão a gerar e à incapacidade das forças governamentais de, sozinhas, colocarem um fim à insurreição.

Ainda assim, o Parlamento determinou que em Outubro o Governo deve ir à plenária prestar informações sobre tudo o que se passa em Cabo Delgado, incluindo a acção militar.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG