Links de Acesso

PAIGC reitera ao PR proposta de Governo integrado por partidos com assento parlamentar


Palácio do Governo da Guiné-Bissau

O Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) continua a defender a formação de um Governo integrado por todos os partidos com assento parlamentar e dirigido por ele, por ser a formação que ganhou as eleições legislativas de 2019.

A proposta foi reafirmada nesta quinta-feira, 1, num encontro mantido com o Presidente da República, Úmaro Sissoco Embaló.

"O PAIGC sempre apresentou sempre proposta concretas e tivemos oportunidade a dizer não só ao Presidente da República, mas também ao Presidente da Assembleia Nacional Popular (ANP) e partidos políticos, que a saída passa para formação de um Governo de inclusão, com todos os partidos políticos representados no Parlamento", afirmou Califa Seide, terceiro vice-presidente do partido dos libertadores à saída do encontro.

O analista político Rui Landim tambem defende que “a formação de um Governo da inclusão é poucas saídas para a atual crise”, porque para ele “qualquer saída que seja contrária à vontade popular terá chances enormes de fracassos".

O analista político Fransual Dias considera, por seu lado, ser “difícil concluir que possa haver um Governo da unidade nacional porque há interesses difíceis de conciliar”.

A Presidência da República ainda não se proncuniou sobre o encontro com a delegação do PAIGC.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG