Links de Acesso

PAIGC convida deputados expulsos a regressarem ao partido

  • Redacção VOA

Baciro Djá, líder dos 15, (esq.) e Domingos Simões Pereira, presidente do PAIGC (dir)

CEDEAO dá prazo até terça-feira, 16, para líderes guineenses encontrarem uma saída à luz do Acordo de Conacry

O PAIGC, partido mais votado nas eleições legislativas de 2014, apelou os 15 deputados expulsos a retomaram os seus lugares no partido.

O apelo foi feito por João Bernardo Vieira, porta-voz do PAIGC e Aly Hijazi, secretário nacional do partido, em conferência de imprensa, nesta segunda-feira, 15, na qual pediu que eles participem no congresso a realizar-se entre 31 de Janeiro e 4 de Fevereiro, se assim o entenderem.

"Estamos na véspera do fim do prazo dado pela CEDEAO, pelo que o PAIGC tomou todas as disposições necessárias para o cumprimento do Acordo de Conacri", observou João Bernardo Vieira, em referência a uma decisão do Comité Central”.

A crise política guineense agudizou –se com o pedido de demissão do primeiro-ministro Umaro Sissoco Embaló na sexta-feira, 12.

Hoje registaram-se grandes movimentações tanto do lado do Presidente da República e dos partidos que apoiam, como do partidos da oposição.

A Comunidade Económica de Estados da Africa Ocidental (CEDEAO) deu aos líderes guineenses até amanhã para que apliquem o Acordo de Conacri, caso contrário avisou que aplicará sanções aos que dificultarem a sua efectivação.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG