Links de Acesso

Países devem a Angola mais de 900 milhões de dólares


Havana, Cuba, 22 Julho 2021

Cuba lidera a lista dos maiores 12 devedores com 200 milhões de dólares

Países "amigos" devem a Angola cerca de 900 milhões de dólares, com Cuba à frente de uma lista de 12 Estados.

Até agora, tem sido habitual a abordagem da dívida que Angola tem para com outros países, mas o inverso é pouco comum.

Cuba é quem mais deve a Angola – 2:01
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:00 0:00

O economista e jornalista Carlos Rosado de Carvalho diz que quase não há informação substancial sobre as condições destas dividas que alguns países têm para com Angola.

Sabe-se que Cuba encabeça a lista de devedores com 200 milhões de dólares, seguida da Guiné-Conacri com 142 milhões de dólares, República do Congo, com 117 milhões de dólares, e Chade, com 96 milhões de dólares.

Mesmo assim Rosado de Carvalho acredita que falta mais informações do Executivo, mas arrisca a afirmar que se calhar esta dívida terá ja sido resolvida no âmbito da “camaradagem” destes países para com o partido no poder em Angola.

"São todos países amigos do MPLA que o ajudaram durante a luta de libertação nacional e eventualmente arrisco a dizer que estas dívidas terão já algum tempo porque não há informação complementar sobre a origem delas, prazos de pagamentos das dívidas”, afirma, reiterando que “são valores relativamente altos, estamos a falar de 925 milhões de dólares”.

O professor e consultor em Finanças Públicas Eduardo Nkossi diz ser necessário que o Executivo venha a público clarificar esta questão por serem direitos dos angolanos.

“É uma questão de gestão do Executivo, para além das nossas obrigações, para com outros Estados, temos também direitos, agora depende dos procedimentos, da forma dos contratos, forma de cobranças, enfim destas dívidas, Cuba terá ajudado o MPLA no tempo da guerra mas também Cuba aproveitou muito de Angola e terá havido uma compensação o que não acredito
por norma o Ministério das Finanças tem obrigação de esclarecer estes aspectos à população, via parlamento"”, afirma Nhossi.

Por seu lado, o economista Carlos Padre pensa que a dívida terá caído no âmbito da “camaradagem” pelos serviços prestados por esses países ao partido no poder em Angola.

"No fundo, todos estes empréstimos que Angola fez têm alguma motivação politica com países considerados amigos durante a luta de libertação, alguns deles ajudaram o poder na altura da guerra civil”, completou Padre.

Do lado do Governo não há qualquer pronunciamento nem informação sobre essas dívidas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG