Links de Acesso

Organizações juvenis partidárias e da sociedade civil manifestam-se em Angola no dia 16


A polícia observa as pessoas a reunirem-se durante a manifestação para protestar contra o aumento do custo de vida, a corrupção em todo o país e para exigir a realização de eleições locais, em Luanda, a 20 de Março de 2021.

Promotores dizem querer dizer "basta" ao que chamam de subversão da ordem constitucional e das leis do país em benefício de um partido.

Várias manifestações foram anunciadas para o próximo sábado, 16, em diversas cidades angolanas, bem como junto de representações diplomáticas no exterior.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 11, por Agostinho Kamwango, líder do braço juvenil da UNITA, JURA, e mais 12 organizações juvenis de partidos políticos e da sociedade civil que pretendem dizer “basta” ao que os promotores chamam de subversão da ordem constitucional e das leis do país em benefício de um partido.

A decisão surge na sequência do acórdão do Tribunal Constitucional que anulou o congresso da UNITA realizado em 2019 e que elegeu Adalberto Costa Júnior presidente do partido.

Treze organizações anunciam manifestações em Angola – 2:15
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:15 0:00

Entre as organizações estão a JURA, da UNITA, o braço juvenil do BD, do projecto Para Já Servir Angola, o Movimento de Estudantes Angolas (MEA), a plataforma Hip Op Terceira Divisão de Cacuaco, a União dos Povos de Angola, o Pro-jecto Agir, Sociedade civil Contestatária, Plataforma de Intervenção do Kilamba Kiaxi, Plataforma Cazenga em Acção, os Jovens Unidos por Causas Justas, Mulheres pelos Direitos Sociais, Civis e Políticos e Associação de Taxistas de Luanda.

“As organizações subscritoras em defesa do Estado democrático e de direito vão levar a cabo em todo território nacional e nalguns países estrangeiros uma série de manifestações de rua, com inicio a 16 de Outubro de 2021", anuncicou Agostinho Kamwango

O MEA, que tinha agendado para o mesmo dia uma manifestação contra o aumento das propinas no ensino privado, adiou o protesto para participar na manifestação

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG