Links de Acesso

Oposição angolana diz que degradação económica não tem precedentes


Dirigentes ds três maiores partidos da oposição angolana, UNITA, CASA-CE e PRS, alertam para a crescente deterioração da situação económica dos angolanos que, segundo dizem, atigem agora níveis nunca vistos.

O deputado e primeiro-ministro do Governo sombra da UNITA, Raúl Danda, diz que "nem mesmo no tempo da guerra via-se tanto sofrimento por parte dos cidadãos.

“As pessoas estão mesmo a morrer por não terem o que comprar para comer”, denuncia Danda, acrescentando que "as coisas estão mesmo mal, hoje nas ruas veem-se crianças e adultos a vasculharem os
contentores de lixo para encontrarem algo menos podre, para comer”.

O líder da bancada da CASA-CE, Alexandre André, afirma que “o povo está numa miséria tal e desespero, aumenta a fome” e a crescnee subida do desemprego vai agravar ainda mais a situação.

“As empresas fecham e metem no desemprego mais pessoas, nao sabemos o que será das pessoas amanhã", alerta.

Por seu lado, o secretário-geral do PRS, Rui Malopa, considera que a situação agravou-se atá para aqueles que possuíam uma vida estável.

"À medida que passa o tempo, a situação socio económica das populações vai se degradando, com perda do poder de compra diário”, sustenta Malopa.

“Inclusive alguns angolanos que eram considerados da classe mádia hoje também vão se ressentindo e os que já eram pobres hoje caíram na miséria extrema”, acrescentou o dirigente do PRS .

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG