Links de Acesso

Obama apela ao voto em Biden porque "nossa democracia está em jogo"


Barack Obama fala na Convenção Democrata

Num discurso a partir do Museu da Revolução Americana, na Filadélfia, o antigo Presidente Barack Obama destacou a figura do seu antigo vice-presidente e candidato democrata à eleição de 3 de novembro e avisou que, sob a Administração Trump, a "democracia está em jogo".

"Eu nunca esperei que o meu sucessor abraçasse a minha visão, ou seguisse com as minhas políticas, mas eu tinha a esperança, pelo bem do nosso país, que Donald Trump demonstrasse algum interesse em levar o trabalho a sério; que ele sentisse o peso do gabinete e que descobrisse algum respeito pela democracia que estava a ser colocada aos seus cuidados", começou por dizer Obama, para quem o Presidente não demonstrou interesse no trabalho e que está no poder para benefício próprio e dos seus amigos.

"Donald Trump não evoluiu no cargo, porque ele não consegue", atirou o antigo Presidente que o responsabilizou pelas consequências do seu fracasso que são duras.

"Cento e setenta mil americanos mortos. Milhões de empregos acabaram. O pior de nós se aflorou, nossa reputação no exterior foi diminuída e nossas instituições democráticas estão ameaçadas como nunca antes", acrescentou Obama.

A figura de Joe Biden

Na segunda parte da sua intervenção virtual na convenção democrata, o antigo Presidente falou do "seu amigo Joe", a quem ele disse ter encontrado um irmão.

Eleições Americanas: Joe Biden nomeado formalmente candidato pelos democratas
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:30 0:00

"Eu rapidamente comecei a admirá-lo pela sua resiliência, nascida a partir de muita dificuldade; sua empatia, que veio depois de muito luto", lembrou Obama, em referência à morte da sua primeira esposa e filha e, mais recentemente do seu filho.

"Joe é um homem que aprendeu muito cedo a tratar todo mundo com respeito e dignidade, como os seus pais lhe ensinaram: 'ninguém é melhor do que você e você não é melhor do que ninguém", continuou Obama, lembrando que "Joe era o último a sair da sala quando eu precisava tomar uma decisão importante".

"Ele tornou-me um Presidente melhor. Ele tem caráter e a experiência de nos transformar em um país melhor", acrescentou.

Acreditar em Joe e Kamala

Ao apelar ao voto em Joe Biden, Obama disse "acreditar na habilidade de Joe e Kamala para liderar este país e tirá-lo da escuridão e reconstruí-lo melhor".

Ele concluiu pedindo a todos que vão votar "porque isso é que está em jogo agora: a nossa democracia".

Durante a terceira noite da convenção, além de vídeos que abordaram temas sobre saúde, educação e migração, intervieram também a antiga candidata presidencial e ex-secretária de Estado, Hillary Clinton, a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, a senadora Elizabeth Warren e, a candidata a vice-presidente, Kamala Harris, que fez o discurso de aceitação.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG