Links de Acesso

O "impossível trabalho" do hospital do Mussende


Com falta de pessoal, estabelecimento atende necessidades básicas da população

Com as enormes dificuldades a que o sistema de saúde através de Angola enfrenta, alguns deles conseguem mesmo com todas as insuficiências servir a população.

O exemplo chega da província de Kwanza Sul, onde o hospital do Mussende luta com a falta de pessoal, incluindo de médicos, mas continua a responder às necessidades da população.

O hospital do Mussende - 2:39
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:38 0:00

O director do hospital Manuel Donga revela que actualmente o hospital conta com “31 técnicos de enfermagem, dentre eles técnicos médios e auxiliares, três médicos, dois técnicos de diagnóstico terapêutico, cinco funcionários administrativos e cinco funcionários de apoio hospitalar”.

Entretanto, continua, “o hospital precisa de 10 médicos e no que diz respeito aos enfermeiros os nosso estatutos preveem 191”.

As doenças mais frequentes são a malária e as doenças diarreicas e respiratórias, seguidas de má nutrição e ainda alguns casos de tuberculose.

“Apesar da exiguidade de quadros, os poucos profissionais têm sabido dar resposta", garantiu Donga, lembrando que "falta-nos de tudo um pouco".

Entretanto, ele assegura que tem procurado gerir bem o dinheiro que lhe é atribuído pelo Governo.

O Mussende é o município mais extensivo geograficamente da província e tem uma população que ronda 200 mil habitantes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG