Links de Acesso

Novos partidos políticos no horizonte em Angola


Analistas questionam surgimento de mais duas formações lideradas por pessoas oriundas da UNITA

O cenário político em Angola pode alargar-se com novos partidos, embora o Tribunal Constitucional (TC) tenha negado recentemente a legalização do projecto político liderado por Abel Chivukuvuku, o Pra-Já - Servir Angola.

As mais recentes tendências são o Partido Humanista de Angola (PHA), iniciativa de Bela Malaquias, e Njango, ligado a Dinho Chingunji, duas figuras políticas oriundas do maior partido na oposição a UNITA.

Novos partidos políticos no horizonte em Angola – 1 45
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:45 0:00

As duas formações preparam-se para apresentar o seu processo de legalização no TC.

O analista político Olivio Quilumbo admite que possa existir mãos por detrás destas figuras, enquanto alguém com o potencial político de Abel Chivukuvuku não consegue ver o seu partido legalizado.

"Pode haver vontades deliberadas de facilitar o surgimento de novas forças políticas para dispersar a atenção do voto de qualidade na figura do actual presidente da UNITA e mesmo na de Abel Chivukuvuku, que são nesta altura, do ponto de vista do perfil e contexto político, figuras competentes para a Presidência da República nas próximas eleições”, justifica.

Por seu lado, o jurista Pedro Caparakata entende que tanto o PHA como o Njango “são células de partidos que já existem e que perante o povo apresentam-se como autónomos, mas na verdade são partidecos usados para atrapalhar o cenário e reforçar o actual sistema político de partidarização".

Outra leitura tem o politólogo Agostinho Sikatu, quem diz não acreditar que no actual cenário político outro partido possa sobreviver, além do MPLA e da UNITA.

"Quem não é aliado directo da UNITA só pode ser aliado directo do MPLA, é assim que funciona aqui, fica muito difícil neste momento um novo partido permanecer no actual cenário, a não ser que seja um fenómeno, aliás nós vimos por exemplo partidos como a APN que apareceram antes das eleições e que praticamente desapareceram", aponta.

Além dessas iniciativas, o rapper Brigadeiro 10 Pacotes está a liderar um projecto de criação de um partido político chamado o Crentes-PJ.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG