Links de Acesso

Nigéria enterra dezenas de agricultores mortos por militantes, alguns decapitados


Dezenas de pessoas mortas por militantes.

Moradores do estado de Borno, no nordeste da Nigéria, enterraram, neste domingo, 43 agricultores mortos num ataque de supostos militantes islâmicos enquanto as forças de segurança procuravam dezenas de pessoas que ainda estão desaparecidas.

Cerca de 30 dos homens mortos também foram decapitados no ataque, que começou na manhã de sábado, 28, na vila de Zabarmari, no nordeste do estado de Borno. Moradores disseram que cerca de 70 pessoas foram mortas.

Embora nenhum grupo tenha assumido a responsabilidade, tais massacres foram cometidos no passado pelo Boko Haram ou pela Província do Estado Islâmico da África Ocidental (ISWAP).

Ambos atuam na região, onde militantes islâmicos mataram pelo menos 30 mil pessoas, na última década.

O presidente Muhammadu Buhari condenou as mortes e disse que "o país inteiro está ferido".

Um residente e a Amnistia Internacional disseram que 10 mulheres estavam desaparecidas.

O governador do estado de Borno, Babagana Zulum, falando nos funerais, pediu ao governo federal que recrute mais soldados, membros da Força-Tarefa Civil Conjunta e combatentes da defesa civil para proteger os agricultores da região.

Ele descreveu o desespero que as pessoas enfrentam. “Por um lado, eles ficam em casa, podem ser mortos pela fome e pela inanição; por outro, vão para suas fazendas e correm o risco de serem mortos pelos insurgentes”.

Os preços dos alimentos na Nigéria aumentaram dramaticamente no último ano, impulsionados por cheias, encerramento de fronteiras e insegurança em algumas áreas.

-Reuters.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG