Links de Acesso

NASA lança missão histórica à escaldante atmosfera solar


Imagem da NASA ilustrando como será a aproximação da nave ao Sol.

A nave irá suportar o calor extremo enquanto percorre a coroa solar para estudar a atmosfera exterior do Sol que dá origem aos ventos solares.

A Agência Espacial Americana (NASA) lançou, na madrugada deste domingo, uma sonda espacial, que chegará mais perto do Sol do que qualquer outro engenho do género.

A nave irá suportar o calor extremo enquanto percorre a coroa solar para estudar a atmosfera exterior do Sol que dá origem aos ventos solares.

A Nasa espera que as descobertas permitam aos cientistas prever mudanças no ambiente espacial da Terra, escreve a Reuters.

Ela é equipada com um escudo de calor projectado para manter os seus instrumentos a uma tolerável temperatura de 29 graus Celsius, mesmo quando a nave espacial enfrentar temperaturas chegando a quase 1.370 graus Celsius na rota mais próxima do Sol.

O lançamento da nave acontece graças aos avanços na concepção de materiais capazes de resistir ao calor do sol, disse o cientista da missão, Adam Szabo.

Parker Solar Probe
Parker Solar Probe

Com o tamanho de uma pequena viatura, a Parker Solar Probe foi lançada a partir do Cabo Canaveral, na Flórida, por volta das 3h30 de domingo, para uma missão de sete anos.

O aparelho está programado para voar para a coroa do Sol a 6,1 milhões de km da superfície solar, sete vezes mais perto que qualquer outro.

A sua velocidade é a mais alta da história, 692 mil quilómetros por hora.

É também a primeira sonda com o nome de um indivíduo vivo, o Dr. Eugene Parker, astrofísico, que em 1958, previu a existência de vento solar.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG