Links de Acesso

Namibe: Activistas pedem ao Presidente que dê prioridade em ajudar as vítimas da fome


João Lourenço à chegada ao Namibe

Membros de oganizações da sociedade civil no Namibe apelaram ao Presidente angolano João Lourenço a que adopte medidas mais activas no combate à fome que aumenta na província.

Os apelos foram feitos durante a visita de João Lourenço ao Namibe onde visitou diversas obras e projectos de infraestruturas, incluindo uma empresa do sector pesqueiro .

Hoje, domingo, o Presidente deve deslocar-se ao Caraculo.

Domingos Fingo, administrador da Associação Construindo Comunidades, disse que a prioridade deve ser dada à protecção da vida e só depois pensar-se na construção de infraestruturas.

"Nós estamos a solicitar encarecidamente que o chefe do Executivo declare o estado de emergência, para que em gesto de solidariedade as organizações internacionais possam auxiliar para ultrapassar esta realidade que estamos a vivenciar”, disse.

“Tem que se definir uma cesta básica, porque nós podemos dar três quilos de fuba, três quilos de arroz", acrescentou.

Por se lado, o académico Martinho Jamba Ganga, igualmente secretário do SINPROF, disse que o Presidente da República deve socorrer as pessoas com fome.

"Ninguém come betão, ninguém come cimento, ninguém asfalto, o povo quer comida, como angolano sinto-me preocupado, o governo devia fazer trazer comida,o povo precisa de comida”, concluiu.

Lourenço termina neste domingo, 21, uma visita de três dias ao Namibe.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG