Links de Acesso

Na hora de despedida, embaixador Dean Pittman realça a importância da paz


Dean Pittman, Embaixador Estados Unidos em Moçambique

Processo de paz em Moçambique está num bom caminho, mas ambos lados devem dar um gesto de confiança.

O embaixador dos Estados Unidos em Moçambique, Dean Pittman, apresentou hoje, 20, cumprimentos de despedida ao chefe de Estado, Filipe Nyusi, e após a audiência falou da importância da paz naquele país.

Pittman, que termina a missão após três anos, disse que o processo de paz em Moçambique está num bom caminho, mas ambos lados – governo e a oposição Renamo - devem dar um gesto de confiança, o que leva tempo.

Nos últimos dias, o governo e a Renamo têm debatido o processo de paz, com um ponto a dividi-los, a nomeação efectiva de elementos da Renamo em cargos das Forças Armadas.

A Renamo não concorda com a nomeação interina de três dos seus elementos, por violar o memorando de entendimento assinado pelas duas partes.

Analistas dizem que esse ponto tem o potencial de atrasar a desmilitarização da Renamo.

A Presidência de Moçambique, na sua página da internet, cita Pittman a afirmar que “admiro muito o esforço do presidente Nyusi para se chegar a este momento, porque acho que ambos os lados querem a paz, porque sem paz não há desenvolvimento. A paz é a esperança de todo o povo moçambicano e dos países amigos de Moçambique”.

No processo de paz, o embaixador Pittman fez parte do Grupo de Contacto.

Além da paz, Pittman disse que as relações de cooperação entre os dois países continuam fortes, e que os Estados Unidos, além de maiores doadores, pretendem ser os maiores investidores em Moçambique.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG