Links de Acesso

Número de mortos do ciclone Idai em Moçambique sobe para mais de 400


Um homem em cima de uma casa numa área completamente inundada, depois da passagem do ciclone Idai. Distrito de Buzi, Beira, Moçambique, 22 de Março, 2019.

O número de pessoas mortas em Moçambique, depois da passagem do ciclone Idai, ascendeu a mais de 400, disse o ministro da Terra e do Ambiente, Celso Correia, neste sábado, 23 de Março.

As Nações Unidas já alertaram para mais inundações, em consequência do ciclone.

Moçambique, Beira e o drama da ajuda
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:48 0:00


O ciclone Idai devastou a cidade portuária da Beira com ventos de mais de 170km/hr, na semana passada, e dirigiu-se aos vizinhos Zimbabwe e Malawi, derrubando edifícios e colocando a vida de milhões em risco.

Segundo o ministro moçambicano Celso Correia, “a situação está a melhorar, embora ainda crítica, mas a melhorar". O ministro acrescentou que está a ser mais fácil trabalhar no terreno.

"Mas infelizmente o número de mortos está a aumentar, temos agora 417 pessoas que perderam as suas vidas", disse.

As inundações deixaram milhares de pessoas à procura de abrigo, comida e água.

Alguns sobreviventes refugiaram-se em igrejas e centros que oferecem abrigo temporário, enquanto agências de ajuda internacional e o governo se engajam na ajuda humanitária às áreas afectadas.

Correia disse que 1500 pessoas necessitam de resgate imediato dos telhados das casas e das árvores.

Saiba mais em Especial Ciclone Idai

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG