Links de Acesso

“Não existe perigo iminente" de golpe de Estado, garante chefe do exército da Guiné-Bissau


Biaguê Na Ntan apelou militares a ficarem longe dos políticos

O Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da Guiné-Bissau, Biaguê Na Ntan, afirmou que a população pode dormir tranquila porque não há ameaças de golpe e garantiu que o exército não vai entrar em nenhum jogo político.

Em declarações a jornalistas nesta quinta-feira, 30, no final de um encontro com cerca de 300 militares e funcionários do Ministério do Interior, Biaguê Nantam garantiu que eles vão continuar "equidistantes das disputas políticas" no país.

As declarações de Biaguê Na N’Tan acontecem numa altura em que o clima político é tenso, sem a nomeação de um primeiro-ministro, mais de dois meses após as legislativas de 10 de Março, facto que tem provocado manifestações nas ruas de Bissau nas últimas semanas.

Elas surgem também depois de o líder do partido vencedor, PAIGC, Domingos Simões Pereira, ter dito no sábado, 25, que “o povo pede às Forças Armadas para abrir alas para que possa resgatar o seu respeito e direitos que lhe assiste".

Em crioulo, o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas reiterou que os militares vão continuar a submeter-se “à Constituição da República e demais leis, bem como ao poder político”.

“É o que estamos a cumprir”, sublinhou Biaguê Na N’Tam, que excluiu qualquer eventualidade de um golpe de Estado.

“Não existe perigo iminente, mas vamos continuar a manter o patrulhamento nas ruas, de forma a manter a segurança pública”, reiterou.

Na Ntam considera, por outro lado, haver a paz na Guiné-Bissau

“E vamos mantê-la. Vamos manter a segurança, ajudando o nosso povo, homens, jovens e crianças, para que durmam em segurança”, concluiu.

Antes, Biaguê Na N’Tan reuniu-se com militares e agentes de segurança do Ministério do Interior, tendo instado o seus homens a “afastarem-se dos políticos”.

De notar que esta reunião das forças de defesa e segurança acontece na ausência do Presidente da República, José Mário Vaz, que se encontra na Arábia Saudita, onde participa amanhã na cimeira de Chefes de Estado e de Governos da Cooperação Islâmica.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG