Links de Acesso

MPLA põe em perigo estabilidade ao ameaçar o seu presidente, alerta a UNITA


Adalberto Costa Júnior, presidente da UNITA

O maior partido da oposição angolana, UNITA, acusou o partido no poder, MPLA, de estar a preparar ações “pouco éticas” contra o seu presidente Adalberto Costa Júnior, que podem pôr em causa a estabilidade do país.

UNITA condena document do MPLA sobre o seu líder -1:02
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:02 0:00

Este posicionamento surge depois do Novo Jornal ter publicado um documento denominado "posicionamento estratégico do MPLA para o reforço da sua afirmação no cenário político atual face aos adversários políticos na oposição", em que recomenda que Adalberto Costa Júnior, como novo líder da oposição, seja "vigiado e combatido até à exaustão".

O comunciado da UNITA diz que "face à gravidade desse documento, o Comité Permanente da Comissão Política alerta a opinião pública nacional e internacional para o perigo que este horrendo plano do MPLA representa para a vital estabilidade política e social em Angola"

O secretário- geral do partido do Galo Negro, Álvaro Chicuamanga, disse à VOA que “isto já não é novo, que o MPLA sempre que se separou com opositores com ideias firmes partiu sempre para uso de métodos pouco limpos para devassar a vida do adversário.

"Vamos levar as informações que vamos adquirindo para todos os órgãos, incluindo a Presidência da República, até ao próprio MPLA”, disse, acescentando que por esse documento “pôr causa da integridade física do presidente da UNITA, vamos aos órgãos de justiça internos e se for necessário internacionais”.

“Vamos querer saber quais são as reais intenções deste plano para com o nosso presidente, aliás intenções essas que já não são novas porque desde que Adalberto Júnior se candidatou à presidência da UNITA que todas as atenções do adversário se viraram contra ele", acrescentou Chicuamanga para quem o MPLA com esta prática mostra um sinal de fraqueza.

"Um indivíduo que se sente gigante não deve temer um anão, estamos a fazer analogia”, reforçou Chicuamanga, para quem “nós não conseguimos entender o medo que o MPLA tem da UNITA”.

“Isto se calhar é revelador que eles não são tão grandes quanto mostram ser, caso contrário não usaria estas artimanhas para se perpetuar no poder", concluiu.


A VOA tentou contactar o porta-voz do MPLA sobre o assunto, mas não obtivemos resposta.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG