Links de Acesso

Movimento Independentista de Cabinda convoca manifestação para pedir referendo sobre futuro da província


Carlos Vemba diz que MIC quer chamar a atenção da comunidade internacional

O autointitulado Movimento Independentista de Cabinda (MIC) convocou para a próxima terça-feira, 10 de Dezembro, uma vaga de manifestações para persuadir as autoridades angolanas a realizar um referendo para a autodeterminação do povo de Cabinda.

Os manifestantes esperam "captar a atenção da comunidade internacional pelo drama de Cabinda que clama por sua independência".

“Nós queremos dar a entender ao mundo que os cabindas não estão conformados com a ocupação angolana, pelo que pretendemos levar essa onda de manifestações para que o próprio Presidente da República, o seu Conselho de Ministros, as Nações Unidas, a União Africana e a União Europeia venham a preocupar-se deste povo. Por conseguinte, propomos a realização de um referendo para Cabinda”, revelou Carlos Vemba, presidente do MIC.

Em princípio deste ano as autoridades angolanas detiveram mais de 60 activistas do MIC quando se preparavam para efectuar uma manifestação alusiva ao Tratado de Simulambuco, celebrado a 1 Fevereiro.

A maioria dos activistas foi indiciada pelo crime de associação de malfeitores, rebelião armada e ultraje ao Estado angolano.

A detenção foi justificada por não ter havido uma autorização prévia das autoridades.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG