Links de Acesso

Morreu autarca cabo-verdiano Beto Alves que tentou suicídio


Beto Alves, presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina de Santiago, Cabo Verde

Ele foi encontrado baleado na terça-feira

O presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina de Santiago, Cabo Verde, que terá tentado suicidar-se na terça-feira, faleceu nesta quinta-feira, 24, no Hospital Central Dr. Agostinho Neto, na capital do país.

A notícia foi avançada pelo director clínico daquele estabelecimento, Victor Costa, quem confirmou à Televisão de Cabo Verde que José “Beto” Alves Fernandes morreu às 13:20 locais.

O autarca foi encontrado baleado na varanda da sua casa na madrugada de terça-feira, 22, com a arma do lado.

A meio da manhã do mesmo dia, a Polícia Judiciária informou que, depois de breves diligências, tudo apontava para uma tentativa de suicídio, mas que as investigações continuavam.

Beto Alves foi transferido para o Hospital Central Dr. Agostinho Neto onde esteve em coma na Unidade de Cuidados Especiais.

Desde o princípio, o director clínico do Hospital Central Dr. Agostinho Neto, reconheceu que a situação era crítica.

"O projéctil encontra-se alojado no cérebro. Pela a natureza da lesão, a agressão por arma de fogo é sempre uma lesão grave, e pelo tempo transcorrido e pela curta distância que eu acabei de vos dizer, o impacto é sempre maior, desse modo a situação clinica dele é uma situação muito critica e que é claro corre o risco de vida ", afirmou na altura Victor Costa, acrescentando que era “um traumatismo cranioencefálico grave, e que tudo indica, segundo os sinais observados, que o disparo terá sido feito a curta distância, muito curta distancia".

Ontem, a Câmara Municipal de Santa Catarina avançou que o autarca tinha morrido, mas o hospital vei a público desmentir a notícia.

Este caso levou o coordenador do Gabinete de Comunicação e Imagem da Câmara Municipal de Santa Catarina, António Alte Pinho, a apresentar a sua demissão à presidente em exercício, a vereadora Jassira Monteiro.

Em comunicado, o Movimento para a Democracia (MpD), partido de Beto Alves, disse que “Santa Catarina perdeu um filho amado e o MpD um militante de todas as horas, aquele que sempre lutou pelo bem dos santa-catarinenses, o homem simples, humilde e do povo”.

José Alves Fernandes, de 44 anos, era casado e foi reeleito presidente da edilidade a 25 de outubro.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG