Links de Acesso

Moradores expulsos dos Zangos ameaçam regressar ao locais das demolições


Depois de cartas às entidades, ameaçam regressar aos seus locais de origem

Milhares de famílias das comunidades dos Zangos, expulsas após demolições na Zona Económica Especial (ZEE) ameaçam regressar ao local dentro de três dias.

Expulsos do Zango ameaçam regressar - 2:19
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:14 0:00

António Martins, coordenador da comissão Ad-Hoc das áreas demolidas dos Zangos, diz que a comunidade escreveu mais de 50 cartas a organismos do Estado sem resposta”.

“Então se o cidadão escreve e em 15 ou 90 dias não obtém nenhuma resposta
há um consentimento que a população deve regressar as suas terras e é isso que faremos", afirmou.

Martins falava numa conferências de imprensa em que moradores daquelas zonas dizem que os residentes que ainda ali se encontram são obrigados a viverem em casas de chapas e as autoridades recusam a entrada de camiões com água.

Dona Antónia de Oliveira, do Zango 3, conta que as tropas ao serviço da ZEE mantêm os moradores numa espécie de cárcere, impedindo a entrada de mantimentos.

No bairro 17 de Dezembro, no Quilómetro 30, conta o coordenador dos moradores Rafael Mwassefo, “a ZEE não permite que construamos as nossas casas nos nossos terrenos, sempre que tentamos eles partem e só permitem que as pessoas vivam em casas de chapas”.

“Para além disso, eles cavam valas para impedir que os carros de água entrem para levar agua à população”, disse, acrescentando que “quem faz isso são os militares que protegem a ZEE e ainda a policia”.

Uma representante do actual PCA da ZEE assistiu a conferência de imprensa, mas, contactado pela VOA, recusou a falar por alegada falta de autorização para o fazer.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG