Links de Acesso

Moçambique perde combate à corrupção, dizem analistas


Helena Taipo, ex-ministra e embaixadora, detida por corrupção

Analistas dizem que o facto da corrupção penetrar o próprio sistema de segurança do Estado é sinal de que Moçambique perdeu o combate a este fenómeno.

O jurista Tomás Vieira Mário diz que quando dezenas de oficiais de instituições responsáveis pela segurança do Estado são detidos, quer dizer que em Moçambique a corrupção deixa de ser conduta desviante para se assumir como norma do próprio Estado.

Esta semana, Provedor da Justiça, Isac Chande, disse que a detenção da antiga ministra moçambicana do Trabalho e embaixadora em Angola, Helena Taipo, significa o fim da impunidade em Moçambique.

"Quando nós temos dirigentes ao mais alto nível dos Serviços de Informação do Estado na cadeia, quando temos dezenas de funcionários dos Serviços de Migração a serem processados, quando temos dezenas de funcionários do Serviço Nacional de Investigação Criminal, quer dizer que temos toda a estrutura central da segurança do Estado em perigo", destacou Vieira Mário.

Para aquele jurista, "tendo em conta este quadro, eu penso que nós perdemos o combate à corrupção, e esta colocou Moçambique numa situação bastante perigosa, como Estado".

"Temos que refundar o Estado moçambicano, de raiz", defendeu Tomás Vieira Mário.

Acompanhe:

Moçambique perde combate à corrupção, dizem analistas
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:45 0:00

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG