Links de Acesso

Moçambique e Portugal assinam cooperação militar para os próximos cinco anos


Presidente Filipe Nyusi na tomada de posse do seu segundo mandato, a 15 de janeiro 2020

João Cravinho Gomes e Jaime Bessa Augusto Neto rubricam o documento na segunda-feira, 10, em Lisboa

Os ministros da Defesa de Portugal, João Cravinho Gomes, e de Moçambique, e Jaime Bessa Augusto Neto assinam na segunda-feira, 10, em Lisboa o Programa-Quadro da Cooperação no Domínio da Defesa 2021-2026, já enquadrado no reforço da capacidade das Forças de Defesa e Segurança (FDS) moçambicanos no combate aos insurgentes na província de Cabo Delgado.

A assinatura decorre dias depois da União Europeia (UE) ter decidido enviar uma missão civil a Moçambique, onde, segundo o chefe da diplomacia do bloco, já estão equipas avançadas portuguesas.

O programa entre Portugal e Moçambique prevê formação e treino de forças especiais, fuzileiros e comandos, outras linhas de cooperação militar no âmbito da formação.

Nos próximos três anos, os militares portugueses, que ficarão instalados em Catembe, perto da capital Maputo, vão treinar "sucessivas companhias" das Forças Armadas e Defesa de Moçambique.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG