Links de Acesso

Moçambique é um "grande corredor" de heroína


Revelação é do representante do Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC) em Maputo

Moçambique tornou-se um corredor de grandes volumens de drogas, principalmente heroína, revelou o representante do Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC) em Maputo.

"Após melhoria das capacidades de aplicação da lei marítima pela vizinha Tanzânia e no Quénia, apreensões recentes sugerem que um grande volume de produtos ilícitos está a ser agora traficado por Moçambique", disse César Guedes, que manifestou a sua preocupação com o tráfico de substâncias ilícitas no país.

A revelação do representante do UNODC foi feita no Seminário sobre formulação de um plano estratégico contra o crime organizado transnacional, droga e terrorismo, que decorre em Moçambique.

Dados do Gabinete Central de Prevenção e Combate à Droga indicam que de 2012 a 2016 foram apreendidas pouco mais de 27 mil quilos de “cannabis sativa”, vulgo soruma, seis toneladas de haxixe, mais de 1000 kg de efedrina, 553 kg de heroína e 100 kg perto.

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG