Links de Acesso

Moçambique é apenas democrático no plano teórico, consideram analistas


Funcionária de mesa de votos confere os dados usando uma lanterna. Wimby, Cabo Delgado, Moçambique 15 de Outubro 2019

Analistas dizem que não espanta o facto de Moçambique fazer parte de países parcialmente livres, onde está a registar-se um declínio na qualidade da democracia, segundo o relatório do Instituto Internacional para a Democracia e Assistência Eleitoral (IDEA), divulgado esta segunda-feira.

O relatório sobre o estado global da democracia, referente ao ano de 2020, revela que o mundo está a tornar-se mais autoritário e que os governos democráticos estão a retroceder, recorrendo a práticas repressivas e enfraquecendo o Estado de Direito.

Moçambique é democrático no plano teórico, consideram analistas
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:20 0:00

Na opinião de analistas, em Moçambique assiste-se a situações que colocam em causa o processo democrático, realçando que no plano formal, constitucional ou legal, "o país está bem, porque, entre outros aspectos, a Constituição da República é favorável à realização de eleições, por exemplo, mas tem muitos problemas no plano prático".

O analista político Lázaro Mabunda, diz serem vários os problemas, mas aponta, por exemplo, o facto de praticamente todas as instituições públicas em Moçambique estarem partidarizadas, "e uma das questões fundamentais em democracia é que as instituições sejam despartidarizadas".

O filósofo e docente universitário Alberto Ferreira, considera que Moçambique, "governado por um partido hegemónico, não tem conseguido dar um salto para um país totalmente democrático", realçando que a Frelimo se esforça por não só silenciar como também reduzir a zero a oposição".

"A Frelimo", acusou aquele académico, "não está interessada numa verdadeira democracia".

Para o político Raúl Domingos, a democracia em Moçambique "não está bem", porque, por exemplo, na Assembleia da República, "muitas vezes, as leis são aprovadas sem se respeitar o debate e a opinião contrária".

Moçambique – Filipe Nyusi recebe plataforma de produção de gás natural
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:11 0:00

No capítulo da liberdade de imprensa, o comunicador Tomás Vieira Mário diz que o país não está bem, recordando o facto de, recentemente, ter sido incendiada a Redacção do Jornal Canal de Moçambique, para além de vários aspectos no domínio dos direitos humanos e noutros.

O relatório do Instituto Internacional para a Democracia e Assistência Eleitoral avalia também aspectos ligados às eleições, e o analista Francisco Matsinhe diz que, relativamente a esta questão, a oposição moçambicana não confia nos órgãos eleitorais.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG