Links de Acesso

Ministro da Agricultura guineense resiste à prisão


Nicolau dos Santos promete ir à Polícia Judiciária nas próximas horas

O ministro da Agricultura da Guiné-Bissau, Nicolau dos Santos, deve apresentar-se na sede da Polícia Judiciária (PJ) nas próximas horas, depois de ter resistido a uma ordem de prisão por agentes daquela corporação que o ouviram em depoimento durante duas horas no seu gabinete, nesta quinta-feira, 11.

Santos é apontado pela PJ como estando envolvido no escândalo do desvio de, pelo menos, 170 toneladas de arroz doadas pela China, bem como o conselheiro presidencial, Botche Cande.

A polícia encontrou 36 toneladas numa propriedade do ministro a 70 quilómetros de Bissau.

Fontes no local disseram à VOA, que, depois de receber a ordem de prisão, Nicolau dos Santos foi protegido pelos seus seguranças e recusou sair escoltado pelos agentes da PJ.

O ministro prometeu, no entanto, ir apresentar-se na sede da polícia científica, enquanto os órgãos de segurança aguardam para tomar uma decisão.

A operação "Arroz do Povo" levou a PJ a recuperar mais de 170 toneladas de arroz desviadas do seu propósito que era ser distribuído à população.

Numa das apreensões, a PJ encontrou o arroz já colocado em sacos que se destinavam à venda por privados.

Três pessoas estão detidas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG