Links de Acesso

Ministério Público pede condenação do general José Maria, antigo homem forte da secreta militar


Acusação justifica acção do general com "fidelidade canina" a José Eduardo dos Santos

O Ministério Públicou pediu a condenação do antigo chefe do serviço de informação militar, General António José Maria por desvio de documentos secretos e insubordinação, nas alegações finais que decorrem nesta terça-feira, 12, no Tribunal Superior Militar, em Luanda.

A acusação disse que o crime do General Zé Maria, como é conhecido, consumou-se quando ele se apossou dos documentos e os transferiu da "esfera militar para a esperar privada."

O Ministério Público acrescentou ainda que o antigo homem forte da secreta, e um dos mais próximos do antigo Presidente, não acatou as ordens do Presidente João Lourenço, também comandante em chefe das Forças Armadas, devido ao que chamou de "fidelidade canina" em relação a José Eduardo do Santos.

O general José Maria está em prisão domiciliar e indiciado dos crimes de extravio de documentos, aparelhos ou objectos que contêm informações de carácter militar e insubordinação.

Caso for condenado, ele incorre numa pena de dois a oito anos de prisão.

A audiência ainda decorre.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG