Links de Acesso

Militares angolanos integram missão de paz no Lesoto


País enfrenta instabilidade nos últimos meses

Contingente partcicipa nao batalhão da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral

Um contingente de por 160 militares angolanos chegou nesta quinta-feira, 30, ao Lesoto para uma missão de manutenção da paz que, no total, deve durar seis meses.

A missão enquadra-se numa iniciativa da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) que tem um batalhão no terreno.

Os militares, cujo grupo ficará 45 dias no Lesoto até ser substituído por outro contingente, saíram da Base Área Militar de Luanda, onde o ministro da Defesa Nacional, Salviano Cerqueira se despediu deles, segundo a Angop.

O comandante da missão das forças mistas angolanas para o Lesotho, brigadeiro Sabino Sara, lembrou que a missão tem carácter preventivo.

“Visa apoiar as autoridades locais a ultrapassar este período de instabilidade”, disse Sara que considerou bom o estado psico-moral da tropa e realçou que estão preparadas para eventuais situações, ao mesmo tempo que considerou “calma e estável” a situação no país.

A situação agravou-se quando a 5 de Setembro o chefe do estado-maior do exército, general Khoantle Motsomotso, foi morto durante um tiroteio registado numa caserna.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG