Links de Acesso

Militar brasileiro que viajava com mala de cocaína no avião de Bolsonaro foi detido


Foto de arquivo de Jair Bolsonaro

A Guarda Civil espanhola deteve na terça-feira, 25 de Junho, no aeroporto de Sevilha um militar brasileiro de 38 anos que tinha transportado 39 quilos de cocaína num avião da Força Aérea Brasileira, que integrava a comitiva do presidente Jair Bolsonaro, escreve o jornal espanhol El País.

A prisão ocorreu durante uma escala do avião reserva da presidência em Sevilha, Espanha, com destino a Osaka no Japão, onde Bolsonaro vai participar da reunião do G-20.

O ministério brasileiro de Defesa emitiu um comunicado a confirmar a detenção do militar por tráfico de entorpecentes, e anunciou a abertura de um inquérito para apurar o ocorrido.

No Twitter, Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil, confirmou a detenção do militar em Espanha.

Tweet de Jair Bolsonaro sobre detenção de militar que transportava drogas no avião de reserva presidencial
Tweet de Jair Bolsonaro sobre detenção de militar que transportava drogas no avião de reserva presidencial

Segundo escreve o El País e alguns jornais brasileiros, a droga foi detectada quando os membros da tripulação, bem como a sua bagagem, passaram pelo controle alfandegário em Sevilha.

Nesse controle foram encontrados 37 tijolos de cerca de um quilo cada, que nem "estavam escondidos entre as roupas", segundo fontes da Guarda Civil espanhola.

As autoridades de Espanha querem saber qual era o destino final da droga.

Jair Bolsonaro fez entretanto escala em Portugal

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG