Links de Acesso

Mike Pompeo felicita João Lourenço pelo combate à corrupção e promete ajuda


Mike Pompeo e João Lourenço encontraram-se em Luanda

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, felicitou o Presidente João Lourenço pelo seu combate à corrupção e garantiu que as restrições de visto impostas a alguns países africanos não significam qualquer redução da presença dos Estados Unidos no continente.

Pompeo fez estas declarações no final de um encontro com o seu homólogo angolano, Manuel Augusto, nesta segunda-feira, 17, que foi antecedido de uma reunião com João Lourenço.

"Falamos primeiro sobre como combater a corrupção que atrapalhou o vasto potencial deste país por muito tempo. Durante os seus primeiros dois anos e meio de mandato, o Presidente escolheu esta grande guerra para fazer da corrupção um fantasma do passado”, disse Pompeo em declarações a jornalistas, reiterando que Lourenço “aumentou a transparência, ajudou instituições financeiras a limpar o ser recorde e perseguiu os corruptores”.

“Estou otimista de que ele continuará a libertar Angola da corrupção”, sublinhou Pompeo, garantindo ainda que os Estados Unidos estão prontos a ajudar Angola na responsabilização dos envolvidos em corrupção.

"Os Estados Unidos irão usar todos os seus recursos para corrigir o que está errado, iremos certamente fazer o mesmo para ajudar Angola", assegurou.

Mike Pompeo e Manuel Augusto
Mike Pompeo e Manuel Augusto

Questionado sobre as restrições de visto impostas a alguns países africanos, Pompeo esclareceu que elas “não significam que os Estados Unidos estejam a reduzir o seu engajamento no continente.

Mike Pompeo chegou a Luanda na noite de domingo, 16, e foi recebido pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, e por altos funcionários da Embaixada dos EUA em Angola.

Às 11 horas foi recebido pelo Presidente angolano, João Lourenço, Cidade Alta, e depois encontrou-se com o seu homólogo Manuel Augusto.

Do programa da visita, Pompeo tinha agendada uma visita ao meio-dia ao Museu da Moeda, onde participaria numa uma mesa redonda com líderes de negócios.

No início da manhã, o secretário de Estado americano encontrou-se com mulheres empreendedoras e membros da missão diplomática de Washington em Luanda.

Antes de Angola, o secretário de Estado americano visitou o Senegal e ainda hoje deixa Luanda ao meio da tarde com destino a Addis-Abeba.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG