Links de Acesso

Michael Bloomberg lança candidatura à Presidência dos Estados Unidos


Multimilionário e filantropo aposta em afastar Donald Trump de um segundo mandato

O antigo mayor de Nova Iorque e multimilionário Michael Bloomberg confirmou neste domingo, 24, que vai concorrer à eleição presidenciail de 2020 como mais um dos pré-candidatos democratas.

"Estou a concorrer a Presidente para derrotar Donald Trump e reconstruir a América", escreveu no Twitter, Bloomberg, quem aposta na sua experiência como empreário.

"Eu acredito que o meu conjunto único de experiências em negócios, governo e filantropia vão me capacitar para ganhar e liderar", acrescentou o multilionário, para quem “não se pode ter mais quatro anos de acções imprudentes e que não são éticas".

"Ele (Trump) representa uma ameaça existencial ao nosso país e aos nossos valores. Se ele ganhar outro mandato, pode ser que nunca nos recuperemos do prejuízo", concluiu Bloomberg.

Aposta da "Super Terça"

Ao anunciar a sua entrada na corrida democrata hoje, já tardia, seus assessores disseram à imprensa que ele não participará nas primárias de Iowa, New Hampshire, Nevada e Carolina do Sul.

Em vez disso, Bloomberg vai apostar numa estratégia não convencional de obter apoio nos Estados onde se realizam as primárias de 3 de Março, também conhecidas como "Super Terça"

Empresário e filantropo de 77 anos, Michael Bloomberg fez a sua fortuna ao criar recursos tecnológicos que banqueiros e comerciantes usam para ter acesso aos dados de mercado.

Depois de construir um negócio bem-sucedido de informações financeiras, ele decidiu entrar na política, em 2001, ao lançar oficialmente a sua candidatura como republicano numa cidade predominantemente democrata, Nova Iorque.

Ele ganhou duas vezes e no segundo mandato Bloomberg tornou-se independente, mas em 2018 ele se registou como eleitor democrata.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG